Situação de abandono no DNPM-RS é denunciada ao ministro de Minas e Energia pela Condsef e Sindiserf-RS

 A Condsef encaminhou uma solicitação de audiência urgente (veja aqui) ao ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, depois de receber relatos preocupantes – anexados ao documento – de servidores da Superintendência no Rio Grande do Sul do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) que estão, há pelo menos três anos, sem condições adequadas de trabalho. A categoria relata o total abandono por parte do governo, onde sucessivos anúncios de contenção de despesas e cortes de verbas, aliado a equívocos administrativos, tem gerado uma situação degradante com consequências graves para os servidores da instituição e que afetam também usuários dos serviços prestados pelo DNPM. Pela gravidade da situação descrita, a expectativa é de que o ministro convoque a Confederação imediatamente para uma reunião na tentativa de encontrar soluções para os problemas relatados.

        Entre as situações consideradas mais graves está a falta de repasses para manter a estrutura básica do DNPM que incluem, entre outras situações, a ausência de segurança e limpeza. Segundo as denúncias feitas pelos servidores ao Sindiserf-RS, o serviço de limpeza está suspenso desde o dia 22 de dezembro do ano passado por falta de pagamento. Com isso, os servidores e contribuintes estão sendo obrigados a conviver com o acúmulo de lixo, sem manutenção, inclusive nos banheiros. Os servidores contam ainda que ficaram oito meses sem telefone entre 2013 e 2014, também por falta de pagamento. Até a segunda quinzena deste mês o pagamento do contrato de telefonia ainda não havia sido feito e estava atrasado há pelo menos quatro meses.
        Denúncias devem ser registradas – O cenário de descaso vem desgastando e constrangendo os servidores do DNPM no Rio Grande do Sul. Muitos relataram na denúncia que chegaram a utilizar recursos próprios para obter o mínimo de qualidade e infraestrutura para executar suas funções. A Condsef acredita que esse cenário se repete em diversos outros órgãos espalhados pelo Brasil. A entidade incentiva que suas filiadas coletem denúncias e provas de problemas estruturais que atrapalham o funcionamento e atendimento diário aos contribuintes. Essas denúncias devem ser registradas e são importantes para que a entidade cobre do governo solução para esses problemas estruturais e imprescindíveis para o mínimo de qualidade no atendimento à população e garantia de condições de trabalho dos servidores.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: