Deputado pede suspensão de multas aplicadas a mototaxistas em MT

 
Em requerimento apresentado à mesa diretora da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM) solicitou que o Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (DETRAN-MT) determine a suspensão imediata das multas aplicadas aos mototaxistas e motoboys em atuação no Estado. As penalidades apostas pelo órgão, segundo Dilmar, são inconstitucionais, pois contrariam a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN).

Em vigor desde o início de agosto último, a Resolução Federal, que estabelece normas de segurança para os mototaxistas e motofretes, determina que a categoria terá até o dia 4 de agosto de 2012 para se adequar as exigências da lei, sem que haja qualquer sanção nesse período. “A categoria só poderá ser multada a partir de agosto de 2012, no entanto, o que vem ocorrendo em Mato Grosso é um desrespeito. Esses trabalhadores estão sendo autuados aleatoriamente, sem obedecer ao período estabelecido pela lei”, acusou Dilmar, referindo-se ao fato que o lapso que antecede essa data foi estabelecido para que os profissionais se adéquem as novas exigências.

O Código Brasileiro, em seu artigo 139-A, fixa que as motocicletas e motonetas destinadas ao transporte remunerado de mercadorias somente poderão circular com autorização emitida pelo órgão ou entidade executiva de trânsito dos Estados e do Distrito Federal e, para isso, deverá o veículo ser registrado na categoria de aluguel, ter instalado protetor de motor “mata-cachorro”, aparador de linha antena “corta-pipa” e que a instalação de dispositivo para transporte de carga seja aquele regulamentado pelo Contran, submetendo a motocicleta a vistorias semestrais.

A normativa veda, ainda, o uso de motofrete para transporte de combustíveis, produtos inflamáveis ou tóxicos, com exceção de gás de cozinha e de galões de água mineral, desde que com o auxilio de “sidecar”- dispositivo anexado a moto, especial para este tipo de transporte.

A regulamentação das profissões de mototaxista e motoboy pela Lei 12.009/09, impõe que, para o exercício destas atividades, o cidadão deverá realizar curso de formação, aprovado pelo Detran e ter, no mínimo 21 anos completos, ser habilitado há pelo menos 2 anos na carteira tipo “A”, e, quando em serviço, estar vestido com colete de segurança próprio.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: