Estelionatários vendem filtros falsos de água mineral

         Vendedores de filtros de água mineral visitaram a casa do jornalista Ricardo Alexandre. Ofereceram à mãe dele o produto que prometia deixar a água livre de ameaças ou impurezas.

        Para “testar”, os vendedores sugeriram que o filtro ficasse na casa dele por 20 dias, de graça, sem compromisso. Se não gostassem do produto, ele seria devolvido. Mas, durante o uso do filtro, a cor da água escureceu. “Descobrimos que a vela, que fica dentro do filtro, deveria ter um tipo de carvão especial para filtragem da água. Era carvão comum”, disse o jornalista. Surpresa maior veio 20 dias depois: os vendedores exigiram o pagamento de R$ 268,00.

         Seria a primeira parcela, de três. “Me disseram que eu havia comprado o produto e não aceitavam devolução. Ameaçaram a minha mãe. Então, quando eles voltaram, eu os expulsei aos gritos”. Na embalagem do produto, constava o nome da empresa: Aesse Presentes, de São Paulo. Ligando para a empresa, o jornalista descobriu que os vendedores não eram reconhecidos como funcionários do lugar; que não tinham autorização para a venda do produto; e que a empresa não tem representação em Alagoas.

         O jornalista registrou Boletim de Ocorrência. Os dois vendedores são acusados de estelionato. E continuam vendendo o ”filtro falso” de porta em porta.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: