Nova Garrafa de 1500 Ml Boca da Serra

20150423075617

http://www.aguabocadaserra.com.br/noticias_int.php?id=3

ENVAZADORAS DE ÁGUA MINERAL DO RIO GRANDE DO SUL

Esta é a relação da Indústrias de Água Mineral que temos no RS, publiquei aqui por marca, não levando em conta que algumas possuem mais de uma marca no mercado, e , se por ventura, esqueci de alguma, favor enviarem para o e-mail: adam-rs@bol.com.br

Água Mineral Itaara (Chuvisca)

Água Mineral Hortências (canela)

Água Mineral Brisa Leve (Campo Bom)
Água Mineral Serra Maior (São Marcos)
Água Mineral Dlucena (Presidente Lucena)
Água Mineral Boca da Serra (Caxias do Sul)
Água Mineral Elan (Caxias do Sul)
Água Mineral Aquerts (Farroupilha)
Água Mineral Feliz (Feliz)
Água Mineral Cristal da Terra (Santa Cruz do Sul)
Água Mineral Itati (Canoas)
Água Mineral Boa Saúde (Canoas)
Água Mineral Sarandi (Sarandi)
Água Mineral Ijui (Ijui/Nova Santa Rita)
Água Mineral Fontes de Belém (Porto Alegre)
Água Mineral Água da Pedra (Lajeado)
Água Mineral La Vitta/Purittá (Novo Hamburgo)
Água Mineral Fonte da Lomba (Novo Hamburgo)
Água Mineral Vida Leve (Alvorada)
Água Mineral Charrua (Porto Alegre)
Água Mineral Do Campo Branco (Lajeado)
Água Mineral Santo Anjo (Três Cachoeiras)
Água Mineral Versant (Porto Alegre)
Água Mineral Pedras do Sul (Pelotas)
Água Mineral Vale Vitta (São José do Ortêncio)
Água Mineral Itacolomi (Gravataí)
Água Mineral Fonte da Ilha (Ijuí)
 Fonte: Adam-rs (Associação dos Distribuidores de Água Mineral do RGS)

Consciência ambiental faz empresa reciclar 50 mil garrafões

Maior produtora de garrafões do Sul do Brasil pretende retirar do mercado a mesma quantidade de material que distribui mensalmente
Criciúma (SC)

Em pleno processo de globalização e em meio a uma série de avanços tecnológicos, os cuidados com a preservação do ambiente fazem-se necessários para a manutenção da vida. Pensando nisso, a empresa Sandriplast, de Urussanga, a maior do Sul brasileiro a produzir garrafões plásticos, aposta cada vez mais no processo de reciclagem. A intenção, conta o diretor da empresa, Ramon Sandrini, é reciclar a mesma quantidade de material virgem utilizado e colocado no mercado mensalmente – que gira na casa de 115 toneladas.

Por mês, a empresa fabrica mais de 150 mil garrafões e já recolhe aproximadamente 50 mil unidades, que vêm dos Estados de Santa Catarina, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Rondônia e Espírito Santo. Como o produto tem data de validade e vence após três anos de uso, eles são recolhidos e reutilizados na fabricação de garrafas para materiais de limpeza e produtos químicos. “O mesmo caminhão que leva os garrafões, traz os vencidos para a fábrica. Estamos adequando a logística para chegar à meta de recolher a quantidade que colocamos na rua. Dessa forma, tudo o que produzimos será reutilizado depois”, enfatiza Ramon.

Assim que os garrafões vencidos chegam à empresa, eles são limpos, ficam sem rótulo e sem tampa, e são triturados. O material é usado junto a uma composição de materiais virgens, pigmentos e outros componentes, que dão a consistência certa para a formulação de novas garrafas. “Além disso, também compramos polietileno reciclado de cooperativas e entidades. No total, são 75 toneladas de materiais reciclados mensalmente, sendo 35 provenientes de garrafões vencidos e 40 comprados de outras instituições”, explana o diretor Rafael Sandrini.

O trabalho com foco na preservação ambiental realizado pela Sandriplast iniciou quando a empresa abriu, mas se intensificou em 2008, quando se estabeleceu a portaria de que os garrafões deveriam ser tirados do mercado a cada três anos. A decisão foi tomada por conta do desgaste do produto ao ir e voltar para a fonte para ser cheio. “Se não for respeitada, fonte, distribuidor e mercado recebem multa. Por isso é importante as pessoas também se atentarem a este detalhe. A data de validade do garrafão está impressa na própria embalagem”, enfatiza Rafael.

TEXTO: SAMIRA PEREIRA/ASSESSORIA DE IMPRENSAFOTO: DIVULGAÇÃO

São Paulo: Alckmin assina decreto que reduz para 7% o ICMS de água mineral

Carla Araújo – AE

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), assinou nesta segunda-feira, 2, um decreto que inclui a água mineral na relação de produtos que compõem a cesta básica, e com isso reduz o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) de 18% para 7%. A medida incidirá apenas sobre as embalagens retornáveis de água mineral de 10 e 20 litros.

        De acordo com o governo, a inclusão da água mineral entre os produtos da cesta básica está amparada pelo Convênio 128/94 aprovado pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz).

        O governo destacou ainda que a medida atende a uma solicitação antiga da Associação Brasileira da Indústria de Águas Minerais, que representa o setor, e não tem qualquer relação com a crise hídrica.

Fonte: Estadao Conteudo

Água Fonte de Vida

A Água é o elemento mais importante que temos em nosso organismo e na natureza. Por isso o nome Água Fonte de Vida pois, cada ser vivo neste planeta precisa dela para sobreviver. A água participa de vários processos tanto no nosso corpo quanto na natureza e por este motivo é tão essencial. Você sabia que um ser humano pode passar no máximo 3 dias sem consumir água?

água fonte de vida

Água Fonte de Vida e seus Benefícios:

– Água não possui calorias
A água não possui calorias e é uma ótima aliada para quem quer perder peso. Além disso, ela é repleta de nutrientes necessários para nosso organismo, sendo considerada a fonte natural da vida.

– Não possui sabor (imagine uma água com sabor de jiló)

Por não ter sabor, seu consumo é de fácil aceitação. Existem diversos alimentos que devemos consumir por serem saudáveis como folhas, verduras, legumes. Não possuir sabor é um diferencial pois torna seu consumo mais agradável. Além disso, você pode saborizar sua água colocando rodelas de limão ou laranja, se preferir.

– Auxilia no bom funcionamento do intestino

No processo digestivo, quanto menos água o indivíduo ingerir, mais ressecadas ficarão as fezes. Além disso, a falta de água no organismo pode ocasionar prisão de ventre.

– Mata a sede

A sede nada mais é que nosso corpo expressando sua necessidade em ingerir água. Por isso, quanto mais água bebemos, menos nosso organismo pedirá.

água fonte de vida– Regula o funcionamento dos rins

Quanto mais água consumimos, melhor o funcionamento dos rins. Isto ocorre pois a eliminação de toxinas é mais fácil por estarem diluídas na água, tornando todo o processo menos desgastante para os rins e para o corpo em geral.

– Hidrata o corpo

O consumo regular e correto de água regula as substâncias no sangue, nas células e no corpo todo. Nosso corpo demanda uma quantidade mínima de água diariamente e se não atendermos a esta necessidade, o corpo fica desidratado e casos mais extremos podem levar à morte.

– Fornece elasticidade e vigor á pele

Nossa pele necessita de água para produzir o colágeno, substância responsável pela elasticidade. Outro bom aproveitamento da água para a pela é na limpeza dela uma vez que ajuda a eliminar toxinas, tornando a pele mais limpa e saudável;

– Prepara o estômago para uma nova rotina (se consumida em jejum)

Consumir um copo de água em jejum ao acordar garante ao estômago um bom funcionamento durante o dia pois limpa os resquícios substanciais do dia anterior e da noite.

Os benefícios da água são incontáveis. Por este motivo é tão importante ingerir a quantidade recomendada de água diária. A OMS (Organização Mundial de Saúde) recomenda que sejam ingeridos, no mínimo, 2 litros de água por dia. Esta quantidade deve ser aumentada em épocas de altas temperaturas como o verão.

Referência:

OMS e “O Direito Humano a Água e S

Falta de água faz venda de suporte de garrafão crescer 60%

Publicado originalmente em 26.01.2015 por Maxpress

Com a crise da falta de água, a venda de suporte para garrafões de 10 e de 20 litros, da Cobrirel, fabricante de utensílios domésticos, cresceu cerca de 60% no ano passado ante igual período de 2013 somente no Estado de São Paulo. Foram comercializados em 2014 mais de 720 mil suportes contra 450 mil de janeiro a dezembro de 2013.

Com a instabilidade no fornecimento de água, cidadãos paulistas abastecem bombonas e garrafões, já que o líquido não consegue chegar às caixas d´água. Com isso, para o consumo diário, os suportes de garrafões de 10 e 20 litros são o modo mais prático de encher copos e panelas.

A torneira da Bella Bica, marca registrada da Cobrirel para os suportes, é simples de ser encaixada na “boca” dos garrafões. O conjunto suporte e torneira tem preço sugerido de R$ 39,00 e da Bella Bica

de R$ 52,00.

Entrevista Rádio Amizade de Igrejinha/RS

Clique no Logo para ouvir a entrevista

Entrevista concedida para o jornalista Gil Alves da radio Amizade de Igrejinha no RS

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 751 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: